17/03/2020 10:14 pm

PROCON/MA divulga nota informativa com orientações quanto aos direitos do consumidor diante do Coronavírus (COVID-19)

IMG_20200317_220716_151

Visando esclarecer as principais dúvidas dos consumidores sobre seus direitos diante da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19) e por força dos Decretos Estaduais n° 35.660 e 35.662, ambos de 16 de março de 2020, o PROCON/MA emitiu, nesta terça-feira (17), uma nota informativa a respeito dos direitos consumeristas em situações específicas.

“Para assegurar o cumprimento dos direitos dos consumidores maranhenses, o PROCON/MA intensificará as fiscalizações atendendo às diretrizes estabelecidas pelo Governo do Estado para prevenção e controle de riscos”, reforça a presidente do PROCON/MA, Adaltina Queiroga.

Segundo a Nota Informativa, bares e restaurantes deverão assegurar distância mínima de 2 (dois) metros entre as mesas existentes no estabelecimento, bem como garantir que o ambiente esteja o mais arejado possível. Nesta terça-feira (17), equipes de fiscalização do PROCON/VIVA já estiveram em restaurantes da capital, verificando o cumprimento das medidas estipuladas pela gestão estadual.

Além disso, as medidas adotadas pelo governo do Estado, por meio dos Decretos Estaduais de n° 35.660 e 35.662, determinam que diante do cancelamento de eventos ou apresentações culturais, o consumidor deverá requerer o reembolso integral do valor pago e, em caso de adiamento, terá garantida a validade do ingresso ou poderá solicitar reembolso integral.

Com relação à suspensão das aulas por escolas, faculdades e demais cursos livres, o consumidor, a priori, não tem direito a deduções no valor da mensalidade, visto que os serviços educacionais permitem a possibilidade de compensação futura de eventual aula suprimida em situações de calamidade pública/força maior. Além disso, a instituição pode buscar alternativas como transmissão de aulas on-line para evitar prejuízos pedagógicos.

A nota aponta também as medidas cabíveis em casos de viagens agendadas para este período. O consumidor pode remarcar ou cancelar, sem ônus, passagens, pacotes de viagem e hospedagem, para qualquer destino, em virtude da pandemia, com direito a reembolso integral do valor pago. A medida baseia-se nos direitos de proteção à vida, à saúde e à segurança do consumidor, previstos no art. 6º, inciso I, do Código de Defesa do Consumidor.

Já com relação aos planos de saúde, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) os obriga a custear, para os beneficiários com segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência, o teste para diagnosticar a doença. Entretanto, só terão direito ao teste os usuários enquadrados como suspeitos ou prováveis de doença, segundo diretrizes definidas pelo Ministério da Saúde.

Confira a nota completa AQUI:

Caso o atendimento ao direito seja negado, o consumidor pode formalizar denúncia por meio do aplicativo (PROCON MA) ou site (www.procon.ma.gov.br).

Contatos

contatos


Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (PROCON/MA)

Telefone:
(98) 3261-5100 / 3261-5121 ou 151

E-mail:
Assessoria de Comunicação:
ascom@procon.ma.gov.br

Localização

localização


CNPJ: 23.284.838/0001-50

Av. Marechal Castelo Branco, 848, São Francisco
CEP: 65076-090
São Luís – MA

2015 © SEATI | www.seati.ma.gov.br